Regulamento tarifário dos resíduos compromete o futuro?

Há muito esperadas com imensa expectativa pelos sistemas de gestão de resíduos, as tarifas para a gestão de resíduos e os proveitos permitidos foram publicados pelo regulador no passado dia 27 de dezembro, caía já o pano sobre o ano.

 

Sobram agora muitas dúvidas: as tarifas são razoáveis, dão garantias de equilíbrio financeiro e económico aos sistemas do universo EGF?

E os proveitos permitidos pela ERSAR contribuem para esse equilíbrio? 

 

Essas são as questões que precisam de resposta e a resposta é crucial pois está em causa o futuro do sector dos resíduos.

 

Ana Albuquerque, vogal do Conselho de Administração da ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos) vem ao 11.º FÓRUM NACIONAL DE RESÍDUOS para fazer um balanco do primeiro ano de aplicação do regulamento tarifário dos serviços de gestão de resíduos e muito particularmente para dar resposta àquelas questões essenciais para olhar o futuro.

 

Tudo isso só podia acontecer no seu Fórum Nacional de Resíduos.