ERSAR vai premiar entidades gestoras no 12º Fórum de Resíduos

A atribuição dos “Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos – ERSAR 2017 (vertente resíduos)” vai decorrer na cerimónia solene marcada para o dia 19 de abril, no âmbito do 12.º Fórum Nacional de Resíduos. Trata-se de uma iniciativa da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) organizada em parceria com o jornal Água&Ambiente. 

 

Uma nova geração dos prémios de excelência e dos selos de qualidade que distingue as entidades gestoras dos serviços de águas e resíduos foi lançada em 2017. As entidades gestoras dos serviços de águas foram distinguidas durante a 12ª Expo Conferência da Água, que se realizou em novembro. A distinção das entidades gestoras de serviços de resíduos urbanos, com a atribuição dos selos de qualidade de serviço, decorrerá agora em abril, no âmbito do 12.º Fórum Nacional de Resíduos.

 

Para a atribuição dos “Selos de Qualidade do Serviço de Gestão de Resíduos urbanos” -  “entre entidades” e também “ao consumidor” - são tidos em conta indicadores como reciclagem de resíduos de recolha seletiva, acessibilidade física dos serviços e cobertura dos gastos, entre outros parâmetros.

 

Às entidades gestoras a quem for atribuído um selo de qualidade será entregue um certificado e o direito de usar a imagem do selo no âmbito da sua comunicação institucional, nomeadamente no sítio da Internet e publicidade.

 

REGULAMENTO RELATIVO AOS DADOS DE 2018 JÁ PUBLICADO

 

O Regulamento, relativo a dados de 2016, foi publicado em agosto de 2017. Nessa ocasião também foi publicado o Regulamento relativo aos dados de 2017 com o objetivo de “permitir às entidades gestoras o conhecimento prévio dos requisitos de avaliação”.

 

Após a aplicação do primeiro Regulamento e análise aos comentários enviados por entidades gestoras o júri verificou a necessidade de proceder a clarificações no Regulamento relativo aos dados de 2017. “As clarificações realizadas visam dar mais consistência à linguagem utilizada e introduzir correções de pormenor nos requisitos de avaliação dos selos. Visam ainda explicitar o entendimento do júri relativo à não atribuição do ‘Prémio para a entidade gestora com a evolução mais favorável nos serviços de abastecimento público de água, saneamento de águas residuais urbanas e gestão de resíduos urbanos’, uma vez que não estão ainda cumpridos três anos de avaliação dos requisitos para atribuição dos selos”.

 

O júri aprovou também o Regulamento relativo aos dados de 2018, já publicado, que introduz alterações significativas nos requisitos de avaliação do "Selo de qualidade exemplar da água para consumo humano" e no "Selo de qualidade para o uso eficiente da água". Consulte aqui os regulamentos aprovados.

 

Entre o júri, além da ERSAR e jornal Água&Ambiente, estão representantes da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), ESGRA - Associação para a Gestão de Resíduos, APEMETA - Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais e DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

 

(Ana Santiago para o Ambiente Online, 08.02.2018)