12.º Fórum de Resíduos: Recolha de biorresíduos e PAYT preocupam sector

O 12.º Fórum Nacional de Resíduos não passou ao lado da aprovação (ontem) pelo Parlamento Europeu da nova Diretiva de Resíduos, que vem impor metas mais ambiciosas para 2030.

 

Ana Sofia Vaz, do Conselho Diretivo da APA, observou que entre 2012 e 2016 a reciclagem cresceu apenas dois por cento, o que é “muito preocupante”.

 

O diagnóstico atual, em matéria de destino dos resíduos, revela igualmente uma evolução pouco significativa: “Em quatro anos não conseguimos evoluir muito. A valorização orgânica é de dois por cento, a preparação para reciclagem é de 13 por cento e para aterro ainda enviamos 51 por cento. E isto significa que o cumprimento das novas metas é muito difícil”. 

 

A propósito da revisão do PERSU, cujos trabalhos estão em curso e o relatório final deverá ser conhecido em maio, Ana Sofia Vaz deu algumas indicações sobre o tipo de problemáticas que terão de ser equacionadas:

 

“Não podemos impor alterações na recolha de biorresíduos, por exemplo, sem ver a questão dos tratamentos, porque estão relacionadas. Também como poderemos falar de implementação de sistemas PAYT, quando muitos dos municípios nem tem garantido a recuperação dos custos dos serviços de recolha?”, perguntou. É que os sistemas PAYT, com recolha porta, a porta são considerados fundamentais para aumentar a reciclagem.

 

Ana Silveira, da Universidade Nova de Lisboa, lembrou que “as segundas linhas dos TMB, destinadas à recolha seletiva de biorresíduos, foram esquecidas neste processo de infraestruturação. Há apenas duas ou três unidades com esta valência e mesmo estes estão parados à espera que haja recolha seletiva de biorresíduos”.

 

Por isso, advoga, “temos de concluir estas valências, avançando-se de imediato para as recolhas, mesmo que se simplifique, numa primeira fase, o tratamento dos bioresíduos”.

 

Entre as novas metas impostas por Bruxelas está a recolha de biorresíduos, que passa a ser obrigatória a partir de 2023.

 

(in ambienteonline, 19/04/2018)