Como envolver as entidades e a população na prevenção, reutilização e reciclagem?

"Apesar dos progressos registados nos últimos anos na gestão dos resíduos é necessário fazer mais e melhor. A tecnologia tem um papel importante e pode ser melhorada, mas não é por si só suficiente. Os resíduos são um sector bastante complexo, incluem uma diversidade muito heterogénea de produtos que envolvem muitos intervenientes, com diferentes níveis de conhecimento, motivações e oportunidades. Todos concordam que é necessário alterar comportamentos e hábitos, o que não é uma tarefa fácil e exige intervenções apropriadas.
Que instrumentos serão mais eficazes para a alteração dos comportamentos de cada um dos intervenientes? E, mais importante, como combinar e articular estes instrumentos entre si para que se consiga o cumprimento de objetivos e metas estratégicas cada vez mais ambiciosas?"

 


Quem afirma é Graça Martinho, Professora da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, que vem ao 14.º FÓRUM RESÍDUOS apresentar o tema UMA QUESTÃO DE COMPORTAMENTO E DE HÁBITOS no painel dedicado ao BALANÇO do sector.

O papel dos stakeholders e da sociedade em geral e seu envolvimento na estratégia e na mudança de comportamentos é fundamental para a prossecução das metas estratégicas. Como envolver as entidades e a população no desiderato de prevenção da produção de resíduos, da reutilização e da separação para a reciclagem? Taxas adicionais na aquisição de produtos menos sustentáveis? Implementação efetiva do PAYT?   

 

Participe na discussão deste e de outros temas que fazem a atualidade do sector no 14.º FÓRUM RESÍDUOS.