9.º Fórum Energia: Hidrogénio e Gases Renováveis animam discussão

O primeiro dia do 9.º Fórum Energia, que se realiza nos próximos dias 08 e 09 de novembro, irá focar as perspetivas para o hidrogénio verde e o mercado emergente dos gases renováveis. Os dois painéis serão moderados por Jaime Braga, que sublinha o cruzamento entre as duas temáticas: “São duas faces de uma mesma moeda, ou seja, a diversificação dos combustíveis”, realça o assessor da direção da CIP - Confederação Empresarial de Portugal para as áreas de Ambiente e Energia.

 

Recorde-se que a criação de um cluster de hidrogénio em Portugal é uma das grandes apostas do Governo para atingir as metas inscritas no Plano Nacional Energia e Clima 2030. No âmbito do POSEUR, foi já aberto um aviso de 40 milhões para apoiar projetos de produção de gases de origem renovável para autoconsumo ou injeção na rede.

 

O grande objetivo no horizonte é a descarbonização da economia, mas cada mercado traz desafios concretos. No caso do hidrogénio verde, importa conhecer apoios e investimentos públicos neste domínio, mas também aferir que áreas de aplicação assumirão a dianteira nos próximos anos, quer seja a injeção nas redes de distribuição de gás para consumo doméstico e industrial, a utilização como combustível veicular ou o fornecimento direto à indústria. “Qual será o futuro?”, questiona Jaime Braga. “A incógnita é grande e depende muito de desenvolvimentos tecnológicos e da vontade dos investidores”, observa.

 

Já no mercado de gases renováveis, interessa maximizar a sua produção e saber se estes “terão uma expressão suficiente para se constituírem como um negócio apetecível”, diz ainda. Neste painel, pretende-se auscultar as empresas com projetos em curso e conhecer os seus planos e áreas prioritárias de investimento. “Nada como ouvir quem já está no terreno com vontade de investir”, remata o assessor da CIP. O debate contará também com a presença de empresas como a Smartenergy, a Dourogás, a PRF e a EPAL.

 

As iniciativas Água&Ambiente regressam, assim, em versão presencial, naquela que será “Uma Semana de Ambiente”, a decorrer de 08 a 15 de novembro, no hotel Sana Malhoa, em Lisboa.