9.º Fórum Energia: José Medeiros Pinto alerta para relevância do custo das redes na contenção dos preços de eletricidade

O segundo dia de trabalhos do 9.º Fórum Energia arranca com o painel dedicado ao “Concurso da rede de eletricidade em baixa tensão: desafios do novo modelo”, moderado pelo consultor José Medeiros Pinto.

 

A forte subida do preço dos combustíveis fósseis está a pressionar os mercados de eletricidade e a economia nacional e os especialistas do setor terão de reunir esforços para colaborar na sua contenção. “Visto que não conseguimos controlar os preços das commodities nos mercados internacionais, temos de procurar atuar nos vetores que conseguimos: um deles é o custo das redes, o outro é o mix de energias renováveis no nosso portefólio de produção”, realça José Medeiros Pinto.

 

Atualmente, o Governo está a ultimar as peças de procedimento e a minuta tipo do contrato de concessão para que, depois, os municípios possam lançar os respetivos concursos. E o desafio é grande: “Estas concessões terão de ser feitas de uma maneira financeiramente neutra, ou seja, não podem aumentar o custo para o consumidor”, frisa José Medeiros Pinto.

 

No debate agendado para o próximo dia 9 de novembro, serão discutidas questões como a uniformidade tarifária do modelo proposto, as formas de assegurar a gestão integrada da rede, mas também os desafios que se colocam à gestão da rede em baixa com a crescente incorporação de renováveis, nomeadamente por via de produção descentralizada.

 

Participam nesta discussão José Ferrari Careto, presidente do Conselho de Administração da E-REDES, Nuno Ribeiro da Silva, presidente da ENDESA Portugal e Paulo Batista Santos, autarca e membro do conselho diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

 

Na mesma manhã, realiza-se ainda um painel centrado nos “Municípios e transiçãoenergética”, que visa a divulgação de projetos e estratégias inovadoras, em municípios de Portugal e Espanha, que possam ser replicáveis no âmbito local. “Os municípios, que estão próximos do consumidor final, têm uma responsabilidade enorme na eficácia da transição energética”, salienta José Medeiros Pinto, quetambém modera este painel.

 

O exemplo dos ayuntamientos espanhóis será apresentado por Nuno Ribeiro da Silva, presidente da Endesa Portugal e Rui Afonso, diretor-geral de clientes da Iberdrola Portugal. Já João Martins de Carvalho, Membro do Conselho de Administração da E-REDES, falará sobre o contributo da empresa para a transição energética na cidade do Porto. O testemunho dos municípios portugueses ficará a cargo de Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, e Joana Pinto Balsemão, vereadora da Câmara Municipal de Cascais.

 

A 9.ª edição do Fórum Energia decorre a 08 e 09 de novembro, no hotel Sana Malhoa, em Lisboa.