14 Estados-Membros em risco de incumprimento de metas de energia renovável

Dados fornecidos pelo projecto Keep on Track!

24.06.2014

Se nada for feito, catorze Estados-Membros da União Europeu não conseguirão cumprir a meta de produção de energia proveniente de fontes renováveis em 2020, entre eles Portugal. Esta é uma das conclusões do projecto Keep on Track!, cujos resultados são hoje antecipados pela Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN).  

 

Segundo o estudo, verifica-se que, no final de 2012, apenas dois dos vinte e oito Estados-Membros não cumpriram com a sua trajectória mínima. No entanto, o número aumenta para seis se considerarmos o incumprimento da trajetória prevista nos Planos Nacionais de Acção para as Energias Renováveis. Portugal encontra-se dentro deste grupo de países que estão abaixo do esperado.

 

O relatório justifica esta tendência generalizada de incumprimento com a “instabilidade do quadro regulatório” detectada nos diferentes países, “acrescida das dificuldades de financiamento nalguns países mais afectados pela crise financeira”.

 

O Presidente da APREN, António Sá da Costa, vê – ainda assim – uma oportunidade nestes resultados:  “Com a implementação das recomendações apresentadas pelo projeto, todos os Estados-Membros poderão atingir as suas metas e alguns deles, incluindo Portugal, estão em condições ide ultrapassa-la e exportar a sua eletricidade renovável”.

 

Para o responsável, “estes dados demonstram que precisamos de uma forte liderança política para orientar Portugal e a Europa na direção de um futuro de energia seguro, independente e sustentável.”

 

O projeto Keep on Track!, cujo objetivo é monitorizar e garantir o cumprimento da trajetória prevista na Diretiva de energias renováveis, publica hoje os relatórios que descrevem a situação dos 27 Estados-Membros em relação às suas metas e desenvolvimentos nacionais. 

TAGS: energia renovável
Vai gostar de ver
VOLTAR