Carlos Zorrinho: Meta global do Pacote Energia Limpa deveria ser mais ambiciosa: 30% em vez de 27%

20.03.2017

[Portugal defende metas vinculativas e não meramente indicativas para as energias renováveis e eficiência energética no âmbito do pacote “Energia Limpa”, em discussão na União Europeia]

 

No quadro da União da Energia, concordo com o princípio de existirem metas vinculativas e ambiciosas de incorporação de renováveis para os Estados Membros.

 

Concordo com o princípio das metas vinculativas e ambiciosas quer no plano europeu quer no contexto dos planos de ação de cada Estado Membro.

 

A meta global de incorporação de 27% de energias renováveis é já vinculativa para a União Europeia no seu conjunto, embora não seja vinculativa para cada um dos Estados Membros em particular.

 

No processo de revisão da diretiva das renováveis, em curso no Parlamento Europeu no quadro do pacote para a energia limpa defendo que esse meta seja ainda mais ambiciosa (30%) de forma a alinhar as metas europeias com o compromisso de Paris.  

 

A forma como o compromisso da União se vai declinar em compromissos nacionais vinculativos integrados nos respetivos planos de ação, será objeto do Regulamento da Governance da União da Energia, que também faz parte do pacote da energia limpa em discussão e no qual sou relator sombra.

 

Carlos Zorrinho, eurodeputado do PS, membro da Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia no Parlamento Europeu, é licenciado em Gestão de Empresas e doutorado em Gestão de Informação pela Universidade de Évora. Foi professor catedrático do Departamento de Gestão da Universidade de Évora, deputado à Assembleia da República pelo PS (1995-2002 e 2004-2014), líder Parlamentar do Partido Socialista na Assembleia da República (2011-2014) e, no Governo, ocupou as funções de Secretário de Estado da Energia e da Inovação (2009 e 2011) e secretário de estado Adjunto da Administração Interna entre 2000 e 2002.

TAGS: Carlos Zorrinho , comentário , energia , Pacote Energia Limpa
Vai gostar de ver
VOLTAR