Colunista Paulo Praça: O Setor dos Resíduos Urbanos no contexto do Covid-19

31.03.2020

Portugal está a viver um contexto muito difícil com a evolução das preocupações no âmbito da saúde pública devido ao aumento de casos de infeção por COVID-19.  

 

É uma situação que nos convoca a todos para um grande desafio que certamente, com muita resiliência, vamos ultrapassar.

 

Os Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU), em estreita articulação com os municípios, estão a contribuir, como sempre têm feito, para os desígnios nacionais, assegurando a gestão de resíduos urbanos (RU) e, agora, também os resíduos dos tratamentos de doentes no domicílio que visam garantir a proteção da saúde pública, dos trabalhadores e prevenir a disseminação da doença, compatibilizando-a com a necessidade de uma adequada gestão dos resíduos.

 

“Este é, também, o momento para louvar os trabalhadores do setor dos resíduos, que todos os dias continuam a ter que sair de casa para manter a limpeza urbana contribuindo para a nossa saúde”.

 

Este é, também, o momento para louvar os trabalhadores do setor dos resíduos, que todos os dias continuam a ter que sair de casa para manter a limpeza urbana contribuindo para a nossa saúde. Numa fase em que a pressão sobre a recolha habitual dos RU aumenta devido a questões de segurança ou disponibilidade destes funcionários, o seu trabalho é ainda mais importante. 

 

Todos nós podemos e devemos ajudar seguindo as recomendações dos serviços porque ao fazê-lo estamos também a ajudar estes trabalhadores, que andam “lá fora” para que nós possamos estar “cá dentro”.

 

Ajude-nos a cuidar do ambiente e da saúde pública, cumprindo as regras e, já agora, partilhando os conselhos que os SGRU, os municípios, e outras entidades, estão a efetuar.

 

“(…) porque nada será igual despois desta pandemia, havemos de efetuar um balanço onde certamente, iremos retirar ilações para as futuras opções estratégicas”.

 

A seu tempo, e porque nada será igual despois desta pandemia, havemos de efetuar um balanço onde certamente, iremos retirar ilações para as futuras opções estratégicas.

 

Com votos de muita saúde para todos, deixo um veemente apelo: Fiquem em casa! Nós vamos continuar a assegurar a gestão dos resíduos em Portugal da melhor forma possível.

 

 

Paulo Praça é licenciado em Direito com pós-graduações em Direito Industrial, Direito da Interioridade e Direito das Autarquias Locais. Título de Especialista em Solicitadoria. É Diretor-Geral da empresa intermunicipal Resíduos do Nordeste e Presidente da Direção da ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos. Professor-Adjunto Convidado na Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo do Instituto Politécnico de Bragança, no Mestrado de Administração Autárquica e na Licenciatura de Solicitadora, nas matérias de Ordenamento, Urbanismo e Ambiente. Investigador do Núcleo de Estudos de Direito das Autarquias Locais (NEDAL), subunidade orgânica da Escola de Direito da Universidade do Minho (EDUM). Foi Adjunto da Secretária de Estado Adjunta do Ministro da Economia, no XV Governo Constitucional, Assessor do(s) Ministro(s) da Economia e do Ministro das Finanças e da Economia, no XIV Governo Constitucional, e Assessor do Ministro da Economia, no XIII Governo Constitucional. Nos últimos anos tem participado em diversas ações de formação como orador e como participante. É também autor de trabalhos publicados.

VOLTAR