Deposição de resíduos perigosos em aterro aumentou 35% em seis anos

26.01.2018

A deposição de resíduos perigosos em aterro aumentou 35 por cento entre 2009 e 2015. Esta é uma das prinicipais conclusões do estudo “Resíduos Perigosos em Portugal – Diagnóstico e Prospetiva”, apresentado esta manhã na Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

 

Leia a notícia completa no Água&Ambiente na Hora (Nº 280 - 26.01.2018). Para subscrever o serviço Água&Ambiente na Hora ou pedir informações sobre o mesmo envie um e-mail para assinaturas@about.pt.

 

O tema dos resíduos perigosos e das licenças dos CIRVER  (Centro Integrado de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos Perigosos), que têm de ser renovadas em 2018, será abordado no 12º Fórum Nacional de Resíduos, que vai decorrer de 18 e 19 de abril.

VOLTAR