José António Pestana (Aquasis): Obter financiamento não chega, é preciso trabalho bem feito

Administrador da Aquasis lembra que entidades gestoras têm que preparar-se para este desafio

10.05.2016

Com a aprovação das candidaturas do PO SEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) para a elaboração de cadastro de infra-estruturas dos sistemas em baixa de abastecimento de água e saneamento de águas residuais as entidades gestoras vão começar a correr ao mercado para cumprir prazos.

 

“E até que ponto o mercado está preparado corresponder a esse volume exponencial que nos próximos tempos se prevê e em simultâneo por parte de várias entidades gestoras?" A pergunta é lançada pelo administrador da Aquasis, José António Pestana, em declarações ao Ambiente Online.

 

“Até que ponto é que há empresas, equipas formadas, treinadas, dada a especificidade do levantamento cadastral das infra-estruturas de água e saneamento, para produzir um trabalho nos prazos previstos, que são curtos, e com qualidade?”, continua o responsável.

 

No que diz respeito a este aviso em concreto, lançado há sete meses, apenas foram aprovados 10 projectos de um total de 83 que serão ainda objecto de análise. Dois já foram chumbados por não corresponderem às exigências. Os projectos já aprovados beneficiarão de um apoio de 1,5 milhões de euros.

 

José António Pestana lembra que, acima de tudo, o que se pretende com o investimento é "informação de qualidade" para que as entidades gestoras possam gerir melhor.

 

“Só com esse conhecimento é que poderão avançar no desafio da eficiência, no desafio da melhoria da produtividade das infra-estruturas que é efectivamente o desígnio das entidades gestoras e da tutela".

 

José António Pestana sublinha por isso que não basta ter o financiamento e as entidades gestoras sensibilizadas para a necessidade deste investimento cadastral: "é essencial que as entidades gestoras se prepararem para esse desafio" deixando um sinal ao mercado.

 

Na sexta-feira, 6 de Maio, as entidades gestoras tiveram mais uma boa oportunidade para partilhar informação durante o IV Fórum de Experiências e Divulgação de Boas Práticas da Aquasis, que encheu o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), em Lisboa, batendo todos os recordes de edições anteriores e reunindo mais de 400 participantes. 

 

Ana Santiago

TAGS: Aquasis , fórum , água , José António Pestana
Vai gostar de ver
VOLTAR