Portugal garante financiamento europeu de 280 milhões para regadio

13.04.2018

O Banco Europeu de Investimento (BEI) e o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB) vão contribuir para o financiamento do Programa Nacional de Regadios de Portugal, apoiando investimentos nas regiões do interior do país, sobretudo no Alentejo.

 

O acordo foi assinado hoje em Lisboa, entre as instituições e representantes do Governo português.

 

Os empréstimos concedidos pelo BEI (200 milhões de EUR) e pelo CEB (80 milhões de EUR) irão financiar projetos de ampliação e modernização dos regadios existentes, bem como de renovação das infraestruturas através da construção e reabilitação de tomadas de água, estações elevatórias, coletores e outros equipamentos de rega.

 

Estes investimentos contribuirão para a poupança de água, estimando-se que permitam reduzir as perdas de água em 35 milhões de metros cúbicos. Permitirão igualmente aumentar a eficiência energética da bombagem de água: grande parte da energia consumida pelas novas infraestruturas hídricas reabilitadas será gerada internamente pela impulsão de água.

 

O projeto tem por objetivo fomentar o desenvolvimento económico nas zonas rurais e aumentar a resiliência aos efeitos das alterações climáticas, em especial às secas.

 

A executar das novas infraestruturas deverá implicar a contratação de cerca de 6 600 pessoas, enquanto a fase de exploração irá criar 6 450 postos de trabalho.

VOLTAR