Prio importa 80% do óleo alimentar usado para biodiesel

18.10.2017

Mais de 80 por cento dos óleos alimentares usados que a Prio Energy utiliza na produção de biodiesel na fábrica de Ílhavo é importado e vem do setor industrial e hoteleiro. A empresa não consegue obter em Portugal quantidade suficiente para as necessidades de produção de biocombustíveis e está a investir três milhões de euros na instalação de oleões e ações de sensibilização no âmbito do projeto que arrancou este ano “Prio Top Level”.

 

“O projeto será fundamental para mudarmos os hábitos dos portugueses através de mais pontos de recolha distribuídos por todo o país e que facilitem o depósito de óleos alimentares usados a nível doméstico”, sublinha ao Água&Ambiente na Hora o administrador da Prio. Nuno Correia realça que esta mudança potenciará “um novo panorama da reciclagem de óleos alimentares usados em Portugal”.

 

Leia a notícia completa do Água&Ambiente na Hora (Nº 223 - 18.10.2017). Para subscrever o serviço Água&Ambiente na Hora ou pedir informações sobre o mesmo envie um e-mail para assinaturas@about.pt

VOLTAR