Semana Comentada: Nuno Sequeira, presidente da direcção nacional da Quercus (COM VÍDEO)

“Surto de legionella foi um dos piores factos ambientais de 2014”

04.01.2015

O presidente da direcção nacional da Quercus, Nuno Sequeira, destaca o surto de legionella, que se registou no início de Novembro, no concelho de Vila Franca de Xira, como um dos piores factos ambientais de 2014.

 

Outro dos acontecimentos negativos destacados pela associação ambientalista é a criação por parte do Governo “de uma ‘via verde’ para infractores sem qualquer escrutínio público através da publicação do Decreto-Lei nº 165/2014”. Este diploma visa criar um mecanismo que permite regularizar um conjunto de unidades produtivas que não dispõem de título de exploração ou de exercício válido face às condições actuais da actividade. 

 

Um terceiro facto negativo prende-se com a construção de infra-estruturas em áreas protegidas e classificadas, nomeadamente a construção da barragem de Veiguinhas em Bragança no coração do Parque natural de Montesinho; a insistência por parte do Município da Covilhã em construir a Barragem da Ribeiras das Cortes e o anúncio do início das obras das barragens da cascata do Tâmega que vão afectar importantes áreas naturais nos distritos de Braga e Vila Real.

 

Como melhores factos ambientais de 2014 Nuno Sequeira destaca a criação do Sítio de Importância Comunitária Ria Aveiro – Rede Natura 2000, o início do processo de reintrodução do Lince-Ibérico, bem com a discussão do pacote energia clima 2030. “Portugal foi o país europeu a colocar mais ambição no pacote energia e clima para 2030 ajudando a elevar as metas da Europa e de outros países”, elogia.

TAGS: Semana Comentada , Nuno Sequeira , Quercus , balanço ambiental 2014
Vai gostar de ver
VOLTAR