Semana Comentada: Paulo Miguel, responsável comercial da ABB (COM VÍDEO)

“Nova lei facilita registo e processo para certificação da instalação”

20.02.2015

O responsável comercial da ABB, Paulo Miguel, considera que a nova lei do auto-consumo traz “vantagens em relação à anterior porque facilita a criação de pequenas instalações com potências baixas” agilizando o registo e todo o processo para a certificação da instalação.

 

“Os clientes residenciais e pequenos utilizadores podem explorar essa vantagem e dimensionar a instalação para o consumo que têm no dia-a-dia”, exemplifica.

 

O responsável ressalva no entanto que em relação à anterior lei deixou de haver vantagem em produzir além do consumo. “Toda a produção em excesso, actualmente, é paga com um valor não tão compensatório como existia na legislação anterior”, alerta.

 

Paulo Miguel sublinha que é necessário que a nova instalação seja “bem dimensionada e optimizada para o consumo que se tem durante o período em que existe produção solar”.

 

O aspecto menos positivo que este decreto-lei traz prende-se com a tarifa. “Quando é feito o investimento na instalação não se sabe ao certo qual é o preço de venda do killowatt/ hora para a rede uma vez que é calculado mensalmente com uma média aritmética do mercado ibérico. Isso pode ser uma desvantagem quando se está a fazer o estudo de investimento do projecto e o cálculo de retorno do payback do investimento”, conclui. 

TAGS: Auto-consumo , energia , ABB , semana comentada
Vai gostar de ver
VOLTAR