“Cluster dos Resíduos” já encomendou estudo sobre economia circular a Augusto Mateus

Anúncio foi feito no dia em que a nova marca Smart Waste Portugal foi apresentada

03.07.2015

O “Cluster dos Resíduos”, composto por 33 associados, já encomendou à empresa de consultoria Augusto Mateus & Associados um estudo sobre as oportunidades da economia circular.

 

O anúncio foi feito hoje pelo presidente da direcção, Aires Pereira, presidente da Lipor e autarca da Câmara Municipal da Póvoa do Varzim, no dia em que foi apresentada a nova marca “Smart Waste Portugal – Business Development Network”. A sessão, que contou com a presença do ministro do Ambiente, decorreu no auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

 

Augusto Mateus, um dos intervenientes da sessão, confirmou a intenção de elaborar o estudo e garantiu que aceitou fazê-lo não por questões económicas, mas pela importância que reconhece ao sector. Como exemplo daquilo que já é uma actividade de economia circular apontou o caso da indústria da cortiça.

 

“Muito há a esperar deste estudo, mas confiamos também na vontade colectiva de todos os associados do Smart Waste Portugal, em impulsionar a economia do nosso país. A missão do Smart Waste Portugal é envolver todos os agentes do sector, potenciando e valorizando o resíduo como um recurso económico e social e criando condições para uma maior capacidade de reagir a novos factores nacionais e internacionais de uma forma competitiva”, realçou Aires Pereira.

 

Em Fevereiro um conjunto de cerca de 30 organizações lançaram, publicamente, a ideia da criação de um Cluster dos Resíduos que deu agora origem à marca “Smart Waste Portugal”, uma plataforma alargada de entidades diversas, que agrega empresas públicas e privadas, organizações empresariais e industriais, instituições do sector científico e de investigação, universidades.

 

“O que se pretende com o Smart Waste Portugal é o desenvolvimento e implementação de uma estratégia que fomente a transição de uma economia linear para uma economia circular, baseada num modelo de desenvolvimento sustentável e nos princípios de uma economia verde, que garanta a eficiência na utilização de recursos, assente numa economia de baixo carbono e no combate à erosão dos recursos naturais”, enfatiza Aires Pereira.

 

O Smart Waste Portugal vê o resíduo como um recurso. Aires Pereira lembra que embora na Europa e mesmo em Portugal a gestão dos resíduos esteja a melhorar, a economia europeia ainda perde uma quantidade bastante significativa de potenciais matérias-primas secundárias.

 

“Em 2010 a produção de resíduos na Europa ascendeu às 2,5 mil milhões de toneladas, das quais apenas 36 por cento é que foram recicladas. Estima-se que cerca de 600 milhões de toneladas de resíduos que não sofreram valorização, pudessem ser recicladas ou reutilizadas, incorporando-as novamente no ciclo produtivo. Este retrato melhorou, mas não muito e daí serem importantes acções, iniciativas e projectos, como é o caso do Smart Waste Portugal”, justifica. 

 

Num prazo de cinco anos o Smart Waste Portugal quer assumir-se como “elemento estratégico e reconhecido na conjuntura nacional e na dinamização da economia e na internacionalização”.

 

O plano de acções também está definido. O Smart Waste Portugal pretende procurar sinergias em prol da economia circular, promover projectos colaborativos entre os associados, actuar ao nível da investigação, identificar oportunidades de negócio e promover consórcios dinamizadores de soluções para as oportunidades encontradas.

 

A ideia é “converter problemas em oportunidades, criar negócio, valor e riqueza” para os associados e para o país. “Numa área de negócio que tem tantas empresas e tantas organizações de sucesso e de referência, não poderão restar dúvidas que o Smart Waste Portugal será um projecto de sucesso”, antecipa.

 

Os órgãos sociais já foram eleitos para o próximo triénio no dia 1 de Julho. A direcção está a cargo de Aires Pereira, da Lipor, e os cargos de vice-presidência são assegurados pela Logoplaste e Sonae.

 

Ana Santiago

TAGS: Cluster dos Resíduos , Aires Pereira , Lipor , Smart Waste Portugal – Business Development Network
Vai gostar de ver
VOLTAR