Capa

Entidades gestoras de resíduos querem investir mais de 600 milhões até 2020

Já estão aprovados os planos de acção das 23 entidades gestoras de resíduos urbanos que identificam os investimentos previstos por cada uma delas para cumprirem, até 2020, as metas inscritas no PERSU 2020. Operadores privilegiam recolha selectiva e a optimização do TMB.
Editorial

EDITORIAL – Fernando Santana

“A importância dos recursos hídricos pelo que significam em termos de disponibilidade de água merecem bem um esforço de mudança de paradigma do seu planeamento”
Destaque

Metas europeias trazem nova energia ao desenvolvimento tecnológico português

Portugal tem que acelerar, se quer cumprir as metas europeias no sector da Energia. Bruxelas duplicou o financiamento à transição energética baseada na inovação. Resta saber se o acesso será menos burocrático e se o mercado consegue convencer os consumidores de que o paradigma mudou.
Entrevista

Paulo Lemos: “É fundamental haver agregação de sistemas”

Na transição para a próxima legislatura, Paulo Lemos alerta para a necessidade de usar os fundos europeus para atingir as metas ambiciosas a que o País se propôs, na área da água e dos resíduos, sem duplicar infraestruturas e incentivando a agregação de sistemas.
Atualidade

Municípios do Alto Minho desenvolvem programa de acção para controlo de perdas de água

Os dez planos de acção foram elaborados no âmbito da comunidade intermunicipal, em parceria com a Douro ECI e o Laboratório Nacional de Engenharia Civil. Poupança anual com a redução da água não facturada pode superar 1,3 milhões de euros.
Análise

Receita de impostos ambientais aumenta 4,2 por cento em 2014

Nível de crescimento registado no ano anterior foi o dobro da evolução da receita fiscal total. Portugal mantém-se em linha com a média europeia. Impostos sobre a energia representam mais de 70 por cento da receita.
1 de 2