Fundo Ambiental - Enquanto instrumento financeiro na transição para uma economia circular

"O Fundo Ambiental tem incentivado o desenvolvimento de projetos e soluções inovadoras, objetivando acelerar a transição para uma economia assente em modelos de negócio mais eficientes, produtivos no uso de recursos e socialmente responsáveis. Uma economia que regenere e preserve o capital natural, que promova a circularidade de materiais, numa sociedade em mutação que procura a resposta aos novos desafios (aquecimento global, alterações climáticas e perda de biodiversidade).

O Fundo Ambiental apoia políticas ambientais para a prossecução dos objetivos do desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento dos compromissos nacionais e internacionais, financiando entidades, atividades ou projetos."

 

Quem afirma é Alexandra Carvalho, Secretária-Geral do Ministério do Ambiente e Ação Climática e Diretora do Fundo Ambiental (na foto), que confirmou presença para participar como oradora no 14.º FÓRUM RESÍDUOS, no painel que vai tratar da execução do financiamento disponível para o sector.

No fim de mais um quadro comunitário de apoio importa fazer um balanço e apontar prioridades para a execução dos fundos ainda disponíveis para o financiamento dos projetos do sector.

 

A execução e aplicação do financiamento disponivel para o sector

  • Que investimentos foram realizados para cumprir os objetivos preconizados para o sector?
  • O que foi executado?

As verbas ainda disponiveis e as prioridades para o cumprimentos das metas

  • O que é ainda executável?
  • Ainda há verbas disponíveis?
  • O que é necessário fazer e quais são as prioridades para os fundos ainda disponíveis?
  • Qual o impacto na prossecução das metas?

 

Fique a conhecer as respostas e participe na discussão deste e de outros temas que fazem a atualidade do sector dos resíduos.